L I P

Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas

L I P

L I P [PARTICLES AND TECHNOLOGY]

Apresentação

O LIP, Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas, é a instituição de referência para a física experimental de partículas e as tecnologias associadas em Portugal. Foi criado em maio de 1986 com o objetivo de explorar as oportunidades únicas trazidas pela adesão de Portugal ao CERN, o laboratório europeu de física de partículas. O LIP elevou a física experimental de partículas em Portugal a um nível de referência internacional e continuará a liderar este desafio.

Os investigadores do LIP participam em experiências que procuram responder aos grandes desafios atuais da física de partículas. Estudam as propriedades do recém-descoberto bosão de Higgs e procuram novas partículas no LHC, onde recriam as condições que terão existido logo a seguir ao Big Bang. Investigam da natureza da matéria escura, dos neutrinos e dos raios cósmicos de energia extrema. Com este objetivo, participam também no desenvolvimento de novos instrumentos e metodologias que têm aplicações noutros domínios científicos.

O LIP é sobre Partículas, Tecnologia e Pessoas

Missão


O LIP tem como missão a investigação no campo da física experimental de partículas e da instrumentação associada, facilitando o acesso da comunidade científica portuguesa a instalações e colaborações científicas internacionais. No núcleo da nossa missão estão ainda a computação avançada, a formação de pessoal científico e técnico, e a divulgação da ciência. No âmbito da transferência de conhecimento e tecnologia para a sociedade, exploram-se também novas oportunidades em áreas como a medicina e a sociedade da informação.


História


O LIP foi criado em Maio de 1986, no contexto da adesão de Portugal ao CERN, com delegações em Lisboa e Coimbra. O nascimento do LIP, sob o impulso do Professor José Mariano Gago, veio congregar e potenciar os esforços da então embrionária comunidade de físicos experimentais de partículas. Sendo o CERN a primeira organização científica internacional de que Portugal se tornou membro, a história do LIP é um elemento incontornável da história da investigação científica em Portugal. Em particular, o LIP surge com lugar de destaque nos capítulos dedicados à internacionalização da ciência no nosso país e ao enorme impulso que a formação avançada conheceu nas últimas décadas.


Geografia: pólos do LIP


O LIP está presente em Lisboa, Coimbra e Braga, numa colaboração muito próxima com as Universidades locais. A estrutura geograficamente distribuída do LIP reflete a necessidade de articular estratégias a nível nacional, numa área em que a investigação é muitas vezes conduzida no quadro de grandes colaborações internacionais ou com recurso a grandes infra-estruturas científicas.


Lisboa

O núcleo fundador do LIP em Lisboa foi constituído em 1986 por professores do Instituto Superior Técnico e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, que corporizaram em Lisboa o desafio de desenvolver em Portugal um grupo de investigação em Física experimental de Partículas ligado ao CERN. Na altura eram uma meia dúzia de investigadores. Hoje somos cerca de uma centena em Lisboa, entre doutorados, estudantes, engenheiros, técnicos e administrativos. Mantendo uma forte ligação ao CERN, nomeadamente com a participação no LHC, a actividade do LIP em Lisboa estendeu-se a grandes experiências de física de partículas espalhadas pelo Mundo e no Espaço, bem como à participação em projectos com a ESA. O Laboratório tem hoje competências tecnológicas de referência e infraestruturas cientificas (electrónica digital, fibras ópticas, física médica) e de computação. Mantém ainda uma forte actividade na ligação à sociedade é à universidade, na divulgação, ensino e formação avançada.


Coimbra

O pólo do LIP em Coimbra existe desde a fundação do Laboratório em 1986. Sob a orientação de Armando Policarpo, o LIP em Coimbra foi herdeiro de uma longa tradição no desenvolvimento de detectores gasosos e participou, desde os primeiros anos, em va?rios projectos do CERN. O desenvolvimento de novos instrumentos e métodos em física de partículas continua a ser um dos pilares do LIP, e o LIP-Coimbra tem hoje grupos de referência a nível mundial em tecnologias chave na detecção de radiação, em particular as câmaras de placas resistivas (RPC), detectores baseados em Xenon e detectores gasosos PDG (patterned gas detectors). As actividades desenvolvidas incluem hoje aplicações à física médica e exploração espacial. O LIP tem em Coimbra uma oficina mecânica de precisão e um laboratório de detectores, que realizam um largo espectro de serviços para dentro e para fora do LIP. O LIP em Coimbra participa ainda em grandes experiências de física de partículas e astropartículas e nas actividades de divulgação e formação avançada.


Minho

O pólo do LIP no Minho foi constituído em 2010, ano em que foi assinado um protocolo de colaboração ente o LIP e a Universidade do Minho. Actualmente conta com cerca de 30 membros, incluindo investigadores, estudantes e técnicos. As actividades do LIP no Minho estruturam-se em quatro grupos: Física de Partículas com Aceleradores, em que se destaca a participação na experiência ATLAS e os estudos fenomenológicos associados às medidas de precisão do quark top e do bosão de Higgs, bem como a pesquisa de novos fenómenos de Física, não previstos pelo Modelo Padrão; as Astropartículas; a Computação Avançada e a Divulgação Científica.


Parceiros


O LIP é Laboratório Associado da FCT (Fundação para a Ciência e Tecnologia) desde 2001 e tem como associados:

O LIP é a instituição de referência em Portugal para a ligação ao CERN, o Laboratório Europeu de Física de Partículas. A participação no programa do CERN é um pilar fundamental da instituição. O LIP tem também parcerias com diversas infraestruturas científicas internacionais e com numerosas universidades e centros . Participa ainda em diversas infraestruturas nacionais e internacionais de computação científica. O LIP é sócio da Agência Ciência Viva para o promoção da cultura científica e tecnológica em Portugal. É também sócio colectivo da Sociedade Portuguesa de Física.


O LIP em Números


212 membros
103 investigadores doutorados
60 estudantes de pós-graduação
15 teses de Mestrado e Doutoramento
Mais de 20 projetos de investigação
274 artigos publicados em co-autoria
89 contribuições para conferências internacionais
12 encontros internacionais em Portugal
50 palestras de divulgação científica
52 professores da CPLP na escola LIP no CERN
2000 alunos do Ensino Secundário em masterclasses





História


The accession of Portugal to CERN in 1985 represents a landmark for the history of modern Portuguese science. CERN was the first international scientific intergovernmental organisation to be joined by Portugal, followed by ESO, ESA, ESESO, ESA, ESRF and EMBL more than one decade later. The Portuguese participation at CERN contributed decisively to the progress of Portuguese science and technology, to the development of modern science policies in Portugal and to new R&D and technological capabilities by Portuguese industry.

CERN, April 26th 1985

Signature of the Agreement for the Accession of Portugal to CERN as a member state, by the Portuguese Ministry of Foreign Affairs (Jaime Gama), and by CERN Director-General (Herwig Schopper).Seated, from left to right, W. Kummer (President of CERN Council), Jaime Gama, Herwig Schopper. Standing, from left to right, Castro Brandão, Pinto Lemos, Favila Vieira, José Mariano Gago and Jean-Marie Dufour (Head of CERN Legal Services).

Lisbon, October 16th 1985

Charter for the accession of Portugal to the CERN Convention, signed by the President of the Portuguese Republic António Ramalho Eanes, and countersigned by the Ministry of Foreign Affairs, Jaime Gama

CERN, January 1st 1986

First hoisting of the Portguese flag at CERN, with Herwig Schopper (CERN Director-General), Eduardo Arantes e Oliveira (Secretary of State for Science and Technology), António Costa Lobo (Portuguese Ambassador), as well as CERN staff and Portuguese physicists: Peter Sonderegger, Sérgio Ramos, Gustavo Castelo Branco, Mário Pimenta, Margarida Nesbitt, João Varela, Gaspar Barreira and José Mariano Gago (with Karin Wall Gago and their baby daughter Catarina).

O LIP foi criado em Maio de 1986, no contexto da adesão de Portugal ao CERN, com delegações em Lisboae Coimbra. O nascimento do LIP veio congregar e potenciar os esforços da então embrionária comunidade de físicos experimentais de partículas. Sendo o CERN a primeira organização científica internacional de que Portugal se tornou membro, a história do LIP é um elemento incontornável da história da investigação científica em Portugal. Em particular, o LIP surge com lugar de destaque nos capítulos dedicados à internacionalização da ciência no nosso país e ao enorme impulso que a formação avançada conheceu nas últimas décadas.

Nestes 27 anos o LIP cresceu e transformou-se. Envolve hoje cerca de 170 investigadores, 70 dos quais doutorados, nas suas delegações de Lisboa, Coimbra e Minho. Em 2001, tornou-se Laboratório Associado do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Através do LIP, Portugal tem estado na primeira linha dos grandes projetos de física de partículas das últimas décadas. Os seus domínios de investigação englobam hoje a física experimental de partículas e astropartículas, o desenvolvimento de detetores e instrumentação associada, aplicações à física médica e computação avançada. As actividades do LIP desenvolvem-se em relação já não só com o CERN mas com diversas organizações de investigação nacionais e internacionais.




This is a special report

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing industry this is a test

By [Your Name Here]
A freelance designer & developer based in Melbourne, Australia.

Beautiful People. Responsive.

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry.

Beautiful content. Responsive.

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry.

Address

Contacts


Send me a message/comment

Logos institucionais


    Parceiros
  • Co-financiado
    Co-financiado


Política de cookies

Este site utiliza cookies, com o objetivo de melhorar a sua utilização. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização.


Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas   LIP.PT

Window-Size
// User: carlos@lip.pt EDITAR GUARDAR